Sexta-feira, 13 de Junho de 2008

"The Incredible Hulk"

 

 

O Blockbuster Que Me Surpreendeu

 

Premissa: O cientista Bruce Banner vive escondido no Brasil, à procura de uma cura para a radiação que o transforma num monstro. Mas quando Emil Blonsky, um soldado à beira da reforma, vê este monstro como o adversário ideal, e se transforma no terrível The Abomination, a esperança reside em Banner, que terá de aprender a controlar o seu poder, para o usar.

 

Veredicto: Ao contrário da maioria, gostei do "Hulk" de Ang Lee. O realizador conseguiu fazer algo mais psicológico do que pirotécnico, e caracterizou Bruce Banner de forma bastante interessante, como um homem numa constante e complexa luta contra o seu lado verde e furioso.

Mas não era isso que os fãs queriam ver. Os fãs queriam ver o grandalhão de clorofila fazer o que faz melhor, esmagar coisas, e isto prova que no fundo, ou o público não sabe muito bem o que quer, ou o melhor é mesmo conseguir atingir um certo equilíbrio. Ang Lee não focava demasiado a acção, e tal pode ter aborrecido muitas pessoas, porém, quando chega às salas um filme que o que tem, é sobretudo acção, o público reclama por não haver suficiente desenvolvimento de personagens... enfim.

Caracterizar bem personagens é importante, mas convenhamos que, quando compramos um bilhete para ver um divertimento de super-heróis, não estamos à espera de ver algo com imensa profundidade, apenas a profundidade necessária para que não se torne, "oco".

 

Nesta segunda ida do Hulk às salas de Cinema, a Marvel queria fazer um filme que fosse 90% entretenimento e pirotécnia. Para isto contratou Louis Leterrier, o tipo dos filmes "Transporter", ou seja, o típico realizador de blockbusters. Logo, como previsto, todas as cenas de acção foram incrivelmente bem feitas, e gostei mais deste visual do Hulk.

Edward Norton, Liv Tyler, Tim Roth e William Hurt são o grupo de excelentes actores que preenche a ficha técnica, e todos fazem o melhor que podem, dentro daquilo que seria de esperar, com destaque para o protagonista.

 

Ora, eu esperava que o resultado fosse razoável, mas sem "alma", e as minhas expectativas foram superadas. É verdade que "The Incredible Hulk" é puro entretenimento, tem o dobro da acção da primeira aventura, e tenciona perder o máximo de tempo possível com o grandalhão a virar tanques ao contrário, sendo portanto o trabalho de Ang Lee, superior ao de Leterrier na parte da caracterização e desenvolvimento, mas o incrível retomar da saga, não esqueceu a "substância" que deve ter qualquer filme.

 

Talvez por culpa dos actores, se tenha conseguido fazer um pouco mais do que apenas explodir carros e prédios, o que eu não contava que acontecesse, e ainda bem que assim o foi.

Está ao nível de "Iron Man", sendo apenas superado pelo carisma de Robert Downey Jr.. Portanto, se pensarem em passar duas horas a ver o Hulk esmagar, não se preocupem, que nesta aventura também encontram substância. Não a do realizador asiático, mas a necessária para que recordem o filme como um dos belos blockbusters deste ano.

 

7/10

 

Memorable Quotes

 

Bruce Banner: There are aspects of my personality that I can't control. And when I lose control, it's very dangerous to be around me.

 

Betty Ross: [Betty and Bruce need to get across own in New York City] The subway is probably quickest.
Bruce Banner: Me in a metal tube with hundreds of people in the most aggressive city in the world?
Betty Ross: Right. Let's get a cab.
 

Bruce Banner: Maybe if I can control it, I can use it.
 

 

 

publicado por RJ às 21:12
link do post | favorito
De Dreamweaver a 17 de Junho de 2008 às 16:29
RJ, tens a mesma opinião que eu acerca deste filme. Tb sou daqueles que gostou da versão de Ang Lee e o cast desse filme para mi foi superior a este, mas pronto... Vê se coloco a minha critca no blog, visto que o fui ver no dia da estreia, mas tem sido complicado visto ter tido pouco tempo nos últimos dias :P
Abraço
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

.mais sobre mim


. ver perfil

. 19 seguidores

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os X-Men regressam ao fut...

. O "nada fantástico" Homem...

. I'll be back

. It's that time of the yea...

. Afinal o "Hugo" não é um ...

. E se não há palavras, há ...

. Não há palavras que o des...

. Drivers

. O Natal chegou mais cedo

. Neon-Noir

.arquivos

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds