Domingo, 19 de Junho de 2011

Sherlock Holmes visita a Terra-Média

 

A BBC ofereceu ao mundo no ano passado um pequeno tesouro chamado "Sherlock". Trata-se de uma adaptação da clássica personagem de Sir Arthur Conan Doyle para a actualidade, criada por Steven Moffat e Mark Gatiss, dois argumentistas por detrás de outra jóia da côroa britânica, a série de ficção-científica "Doctor Who".

"Sherlock" é uma série de três episódios de 90 minutos cada, cuja segunda temporada (com o mesmo formato), irá estrear no Outono deste ano. Garanto-vos, é uma obra-prima televisiva que vale a pena descobrir.

 

O mítico Sherlock Holmes é interpretado por um actor quase desconhecido chamado Benedict Cumberbatch, que mais perfeito não puderia estar no papel do detective, (supera o igualmente recente Holmes de Robert Downey Jr. e coloca sérias ameaças ao estatuto de "versão definitiva" que o de Jeremy Brett sempre tivera). O Dr. Watson da série é Martin Freeman, o Bilbo Baggins nos dois filmes do "The Hobbit" que estreiam no Natal de 2012 e 2013, ("The Hobbit: An Unexpected Journey" e "The Hobbit: There and Back Again", respectivamente).

Pois bem, Sherlock está prestes a juntar-se a Watson na nova epopeia na Terra-Média, tendo sido confirmado para dois papéis nas prequelas do "The Lord of the Rings". Cumberbatch dará voz e corpo ao dragão Smaug, (o corpo, através da tecnologia de motion capture usada em Gollum), e interpretará ainda o Necromancer. O Necromancer é uma manifestação física de Sauron, e apesar de ser apenas referido no livro, as suas acções afastam Gandalf da acção principal, pois o feiticeiro é convocado para ajudar a combatê-lo.

Dado que a história dos dois filmes irá além do que é presenciado no "The Hobbit", esta luta contra o Necromancer deverá passar a ser uma parte importante na narrativa, mostrada ao espectador, em vez de ser apenas referida.

Pelo carisma e intensidade que Benedict Cumberbatch tem enquanto Sherlock Holmes, parece-me uma escolha fantástica.

 

Outra adição ao cast é Luke Evans como Bard, o arqueiro humano que derrota Smaug com a ajuda de Bilbo.

Orlando Bloom e Elijah Wood estão confirmados para regressarem aos papéis de Legolas e Frodo.

 

 

 

publicado por RJ às 20:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

Ficção-Científica Britânica

 

 

Apesar de isto ser um blog de Cinema, de vez em quando não me importo de falar aqui de séries de televisão. Acontece muito, muito raramente, mas afinal, elas são cada vez mais, uma importante parte da nossa cultura popular.

 

Hoje venho falar-vos de uma série da BBC: "Doctor Who". Nela, acompanhamos as aventuras vividas pelo Doutor, um personagem capaz de viajar através do tempo e do espaço com uma máquina disfarçada de cábine telefónica da polícia dos anos '60.

A série teve uma versão que durou desde 1963 a 1989, com mais de vinte temporadas, e regressou em 2005 numa versão adaptada aos "tempos modernos".

 

Devido ao seu enorme sucesso em Inglaterra e nos Estados-Unidos, assumiu já um lugar nos anais da ficção-científica, e na cultura. Como tal, eu conhecia-a, mas nunca tinha visto nenhum episódio, isto até há bem pouco tempo, quando a primeira temporada desta versão moderna das aventuras do Doutor começou a ser exibida pela Sic Radical no nosso país, aos Domingos e às Terças-Feiras. Movido pela curiosidade de verificar a qualidade deste fenómeno, comecei a acompanhá-la.

 

A verdade é que é um produto de entreternimento leve, que consegue ainda assim ter um protagonista carismático, e misturar ideias profundas e filosóficas com pequenas críticas à sociedade, de forma inteligente e cativante. Mesmo que não se consiga levar demasiado a sério em determinados momentos, até prova em contrário, tem toda a minha atenção.

 

 

 

publicado por RJ às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

Pérolas da Nostalgia

Na "onda" dos momentos relax, porque não uma pérolazita dessa lenda que é Chuck Norris?

 

 

Acho que a melhor forma de fazer justiça a este vídeo, é transcrevendo algumas passagens do tema da série:

"... the eyes of the ranger are upon you (...) When you're in Texas look behind you, 'cause that's what a ranger's gonna be."

 

(O Steven Seagal ao pé deste é um menino...)

 

 

publicado por RJ às 18:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

O Crítico

 

"The Critic" é uma divertida série de animação para adultos, que tem como protagonista Jay Sherman, um crítico de Cinema.

A série pretendia criticar o mundo de Hollywood, e os próprios críticos.

 

"It Stinks", era a famosa "frase" usada pelo Crítico para comentar os filmes que analisava no seu programa de TV. 

 

Para lembrar este amante de Cinema, deixo-vos dois clips da série.

No primeiro, Keanu Reeves põe à prova a sua capacidade de leitura, e no segundo, Harry Calahan arranja um grupo de ajudantes, minimamente original:

 

  

 

 

Devido a não ter obtido grande êxito, a série deixou de ser transmitida na televisão, mas pode ser encontrada em DVD.

 

 

 

publicado por RJ às 19:47
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

"Heroes"

 

Premissa: Um grupo de pessoas aparentemente normais descobre ter habilidades fora do comum, e tenta aprender a viver com estas ao mesmo tempo que vão aparecendo traços de uma ligação entre todos eles...

 

Veredicto: Actualmente uma das minhas séries preferidas, "Heroes" afirma-se como sendo um dos grande fenómenos televisivos da actualidade.

 

E qual é o segredo do triunfo de uma série que, à partida, parece ter ido buscar demasiadas inspirações aos X-Men criados por Stan Lee? O segredo, é que estes heróis de Tim Kring, não negam ter-se inspirado aí, como provam as referências a comics e a aparição do próprio Stan Lee como condutor de um autocarro, e mostra os seus trunfos...

 

É no campo da história e dos personagens que "Heroes" consegue cativar o espectador. A história encontra-se extraordináriamente bem delineada, e os personagens, tanto os heróis como o vilão, são tudo menos estereótipos.

 

Em termos de ritmo, "Heroes" triunfa também. O enredo avança e os mistérios vão sendo desvendados ao longo da série, e não no final, como acontece em alguns casos, onde a maioria dos episódios serve apenas para tentar manter o suspense...

 

Os desempenhos são notáveis, e as personagens bastante bem caracterizadas. Não há espaço para demonstrações megalómanas de poderes em confrontos destinados a salvar a humanidade, não, aqui tudo é feito tentando alcançar a maior credibilidade possível, o que é difícil em histórias apoiadas em fantasia.

 

É sem dúvida, uma das melhores propostas que a TV tem para nos oferecer.

 

Melhores Desempenhos: Milo Ventimiglia (Peter Petrelli), Masi Oka (Hiro Nakamura), Zachary Quinto (Sylar).

Melhores Episódios: "Genesis", "Five Years Gone", "How to Stop an Exploding Man".

 

9/10

 

Memorable Quotes

 

Sylar: Turns out you're the villain, Peter. I'm the hero.
("How to Stop an Exploding Man")

 

Sylar: Haven't I killed you before?
Peter Petrelli: Didn't take.

("How to Stop an Exploding Man")

 

Hiro Nakamura: Save the cheerleader; save the world.

("Hiros")

 

Hiro Nakamura: [after teleporting to NYC] Yatta! Hello New York!

("Genesis")

 

Claude: People suck friend. Every last one of them, never forget that.
Peter Petrelli: Not all of them.
Claude: Oh right, there's a girl.
Peter Petrelli: She's not like the rest of them.
Claude: Everyone's like the rest, that's why they're the rest.

("Distractions")

 

 

 

publicado por RJ às 18:09
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2007

"House"

 

A ideia surgiu-me devido à 3ª Temporada da série "House" estar, à semelhança da 3ª Temporada de "Lost", prestes a estrear no canal FOX, e também devido a um comentário feito no post anterior. E que ideia é essa? Dar a minha opinião sobre uma das mais populares séries da actualidade, "House", claro.

Irão surgir outras análises a algumas das grandes séries da actualidade

 

Premissa: House é um invulgar, mas brilhante, médico, com uma personalidade difícil. Com a sua equipa de médicos, House irá trabalhar para curar as mais diversas doenças, à medida que os seus colegas e superiores aprendem a lidar com a sua excêntrica personalidade...

 

Veredicto: "House" é, um dos grandes fenómenos televisivos da actualidade, e está presente em qualquer conversa diária sobre televisão. Todos adoram o excêntrico médico que se recusa a usar bata branca...  Mas teria a série o sucesso que tem, não fosse pelo desempenho de Hugh Laurie? Não me parece.

A verdade, é que, o restante leque de actores não é mau, mas nenhuma outra personagem se aproxima da de House. E isso, podemos apontar como um ponto fraco da série, pois a única coisa que nos cativa realmente é a personagem do excêntrico, e se não fosse para admirar o desmpenho de Laurie, poucos veriam a série...

Outro ponto negativo, é o facto de o comum dos espectadores não entender de que doenças é que se está a falar... E a verdade, é que House trata principalmente, "doenças raras". Ainda que isso possa servir para a divulgação de certas coisas com que as pessoas não estão familiarizadas, tem ambas as faces, pode prejudicar a série, e pode ser um ponto forte.

 

Sendo assim, o melhor da série "House", será sempre, House, e, se algum dia este personagem começa a perder a piada, também a FOX e os outros canais que transmitem a série perdem audiências...

 

8/10

 

Memorable Quotes

 

Dr. Cameron: Men should grow up.
Dr. Gregory House: Yeah. And dogs should stop licking themselves. It's not gonna happen.

 

Dr. Gregory House: You can think I'm wrong, but that's no reason to quit thinking.

 

 

publicado por RJ às 12:36
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Sherlock Holmes visita a ...

. Ficção-Científica Britâni...

. Pérolas da Nostalgia

. O Crítico

. "Heroes"

. "House"

.Filme da Semana

Uploaded with ImageShack.us

.arquivos

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds