Quinta-feira, 21 de Junho de 2012

I'll be back

 

 

 

Há quanto tempo...

Este blog entrou em estado de hibernação por motivos pessoais, mas não perdi a vontade de voltar cá. Porque a paixão por Cinema, essa nunca hibernou.

Contudo, tudo muda, e o KritiCinema vai entrar em metamorfose, para se converter num espaço um pouco diferente. Os posts serão também eles diferentes, para que possa adequar melhor o gosto de partilhar modestos pensamentos sobre Cinema, com as exigências da vida pessoal, que crescem a cada dia que passa.

Vai ser uma metamorfose feita com calma. Aquilo em que o KritiCinema se transformará vai ser construído progressivamente, um dia de cada vez, e nunca feito por obrigação. Escrever aqui terá sempre de partir de um genuíno desejo de partilhar um imenso gosto por Cinema, e é por esse desejo de partilha nunca me ter deixado, que resolvo regressar.

 

Portanto, permitam-me que comece a dar uma volta pela casa, a ver as arrumações que precisam de ser feitas...

 

 

tags:
publicado por RJ às 18:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 19 de Fevereiro de 2012

Afinal o "Hugo" não é um filme para crianças

 

 

"Hugo", como toda a gente já sabe, é o primeiro filme de família de Martin Scorsese. Mas dizer que é um filme de família não é o mesmo que dizer que é um filme que serve para "despejar" os filhos.

Se outrora qualquer criança perdia o pio com o que via no ecrã (coisa que o próprio filme de Scorsese mostra), hoje, para quem foi educado à frente da televisão, o Filme já não reserva o mesmo mistério.

Fui obrigado a assistir a "Hugo", um momento de Cinema verdadeiramente mágico, com um bando de crianças intoleravelmente irritantes na faixa dos 7/8 anos na fila de trás, que ao que tudo indicava, lá está, tinham sido despejadas na sala para darem sossego aos pais. E por mais que os adultos que as rodeavam as mandassem calar, de nada servia.

"Hugo" é um filme que pode ser visto e até adorado por crianças, mas têm de ser crianças que recebam o mínimo de educação em casa e que vejam o mínimo de encanto no Cinema, e o que o Cinema é na imaginação de uma criança está sem dúvida a mudar.

 

O filme tem crianças como protagonistas, mas tem um ritmo de adultos e uma história que não apela a qualquer criança, mas sim a um tipo muito específico de crianças, crianças que não vêem o Passado como um sítio entediante e que não reagem com repulsa aos "filmes velhos". Porque esta é uma história de nostalgia, sobre o início do Cinema, integrada na viagem de um rapaz orfão que quer descobrir o seu lugar no mundo e que pelo caminho tem de ajudar um homem a redescobrir o seu. É mais uma viagem emocional do que uma montanha-russa cheia de luzes fluorescentes e explosões.

 

A todas as famílias que estejam por aí: estejam conscientes de que não é a típica história familiar que passa na televisão aos domingos à tarde. Não deixem crianças que não têm respeito pelos mais velhos na sala de Cinema, como se esta fosse uma jaula que as pode conter durante umas horas de modo a poderem ver as montras. Enquanto têm o vosso sossego, lá se vai o sossego de quem pagou, e bem, para apreciar um filme.

Mostrem esta pérola a crianças, mas a crianças que ainda sabem apreciar o encanto dos filmes que encantam, e que respeitam o encanto dos outros.

 

Em total oposição ao que me aconteceu ao ver este "Hugo", quando fui ver o "The Artist", tive uma bela surpresa. O público consistia maioritariamente em adultos, o que não surpreende, e a visualização decorreu em silêncio absoluto (tirando os risos nas cenas do cão, claro), um silêncio de admiração e respeito pelo filme. E eu estava tão surpreendido por aquele silêncio, tão surpreendido por não ter ouvido ninguém gritar "O quê? Isto é mudo?!" ao fim de dez minutos, que só quando chegou o intervalo é que reparei que estava um casal com dois filhos, uma rapariga que devia ter à volta de treze anos e um rapaz de uns oito, duas ou três filas à frente de mim. A criança estava a assistir àquele filme mudo a preto e branco num estado de admiração tal, que eu nem tinha dado pela sua presença!

À saída da sala, quando a mãe perguntou ao filho  se ele tinha gostado, ele respondeu-lhe que tinha adorado. Basta dizer que saí do Cinema tão deliciado com aquela reacção como com o próprio filme.

 

É destas excepções que dependem as gerações.

 

 

 

publicado por RJ às 19:42
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 30 de Julho de 2011

A breve pausa de Verão

 

Cornetto time, pois.

 

 

 

tags:
publicado por RJ às 09:33
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 2 de Janeiro de 2011

Ano novo, vida nova

 

Antes de mais, quero pedir desculpa pela ausência nas últimas semanas. Deveu-se a uma atarefada quadra natalícia.

 

Desejo a todos os visitantes, um próspero 2011, que, se tudo correr bem, deverá ser bem mais próspero em actualizações aqui do KritiCinema do que o ano passado.

Aproveito também para deixar um pequeno teaser: estou a desenvolver um novo projecto blogosférico que deverá ver a luz do dia muito em breve, e que anunciarei aqui. Não significará o fim do KritiCinema, será um projecto diferente para desenvolver em paralelo.

 

Na próxima semana planeio fazer uma pequena retrospectiva do ano cinematográfico que passou.

Espero portanto trazer uma lufada de ar fresco à minha modesta contribuição para a blogosfera neste novo ano.

 

Stay tuned!

 

 

 

publicado por RJ às 21:21
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 11 de Abril de 2010

Ao sabor do momento

 

A minha incapacidade em cumprir a promessa de colocar mais posts nos últimos tempos, faz com que sinta que é necessário uma explicação, (e isto esperando que ainda esteja por aí alguém que passe por este blog).

A verdade, é que tenho tido de lidar com diversos problemas pessoais, o que fez com que a minha disponibilidade mental para escrever aqui, fosse reduzida.

Porém, a todos os que possam pensar que isto é o início do fim, eu digo que estão enganados, e disso podem ter a certeza. A minha modesta viagem pela blogosfera está longe de ter terminado, e voltarei a deixar pensamentos, críticas, e um pouco de tudo o que me apetecer, com mais regularidade, muito em breve.

Ainda assim, posso estar vários dias sem deixar por aqui um novo post, ou posso vir a deixar por aqui posts diáriamente durante uma semana. Essencialmente, terei de caminhar ao sabor do vento, de acordo com aquilo que cada momento traga.

 

Obrigado.

 

 

 

publicado por RJ às 18:21
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Mar revolto

 

Harry e Dumbledore, à beira do abismo antes de se aventurarem nos domínios das trevas. Uma das mais fortes imagens de "Harry Potter and the Half-Blood Prince".

 

O filme propriamente dito? Muito bom. O regresso de Steve Kloves a cargo do argumento ajudou muito, e David Yates parece ter aprendido com os erros de "Order of the Phoenix".

A crítica completa, coloco aqui dentro de pouco tempo, após um pouco mais de meditação. E confesso, tenho estado de férias, mudando de ares, o que afecta as publicações de textos no blog, mas ao mesmo tempo, o bom de estar de férias é que novas ideias e pensamentos nos surgem.

 

É deixar tudo fluir naturalmente. Até já.

 

 

 

publicado por RJ às 03:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Como fomentar o entusiasmo

 

Como devem saber, uma versão incabada do spin-off-prequela "X-Men Origins: Wolverine", acabou a circular pela web. Com receio de que tal afecte os resultados de bilheteira do filme, parece que a Fox decidiu fazer diferentes "cenas pós-créditos finais".

A minha dúvida, e lanço-a aqui para ocaso de alguém saber, é se esta coisa das múltiplas cenas depois dos créditos chegará a Portugal?

 

Serve também este post para avisar, quem pretende ver o filme, (se é que ainda não percebeu), de que este tem, de facto, uma cena depois dos créditos. Eu já fui ver o filme, e fiquei até depois dos créditos, como sempre faço quando sei que por lá existe uma cena (afinal, paguei para ver o filme, tenho de o ver na totalidade), agora não vos posso é garantir se a cena que eu vi, será a mesma que vocês verão.

A maior dúvida será saber, se todas estas cenas diferentes chegarão a Portugal.

 

Nem muitas pessoas ficam até ao fim dos créditos na sala, (sempre achei que a repentina entrada do pessoal de limpeza contribui para isto), mas já que estou a falar nisto, fiquem descansados, ninguém vos expulsa, ou tem sequer razão se pretender fazê-lo. Quanto às "múltiplas cenas depois dos créditos que podem até ser apenas publicidade", não acredito que isto afecte muito as expectativas. Até porque já se sabe que normalmente estas cenas servem apenas para nos certificar que de vai haver uma sequela, e isso seria novidade para alguém?

 

Pessoalmente, é um filme que não excluía ver uma segunda vez. Confesso que gostei, e está bem acima do normal blockbuster. Mas quanto a isto, seguirá a crítica, espero eu, dentro de muito em breve, num regresso à crítica de filmes, que tem andado ausente com a falta de actividade aqui no blog.

 

Até já!

 

 

 

publicado por RJ às 22:00
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Pequena Informação

Bem, as coisas não têm andado fáceis, e uma série de coisas me têm impedido de actualizar o blog. Não se trata de perda de vontade, caramba, vontade tenho eu e muita, e as ideias continuam a surgir-me, mas estou a viver uma fase complicada na minha vida e isso tem afectado a disponibilidade de tempo para me dedicar ao KritiCinema.

Mas isto não ficará assim por muito tempo. Não, nem pensar. Os que ainda por aqui passam, os que ainda não perderam o interesse por este tão pequeno e modesto canto, não desistam, o KritiCinema recupera em breve a actividade em pleno!

 

Tenho uma quantidade de críticas atrasadas, que irei publicar, mas isso fá-lo-ei com o decorrer do tempo, agora quero dar prioridade a publicar a minha listinha de filmes de 2008, antes que nos afastemos demasiado deste período de mudança de ano.

Ora como sabem, na última edição, considerei filmes de 2007, alguns filmes estreados cá no início de 2008, por serem "oficialmente" considerados nos anais da História, pela sua data de estreia americana, como foi o caso de "Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street", filme pelo qual nutro enorme paixão ou o tão aclamado "There Will Be Blood". Como tal, para esclarecer dúvidas, aqui fica a lista dos filmes que irei considerar na elaboração das minhas preferencias de 2008:

 

Juno

U2 3D

I'm Not There

Dan in Real Life

Iron Man

The Bucket List

Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull

The Incredible Hulk

88 Minutes

The Happening

Wanted

The Dark Knight

Hancock

The Mist

The X-Files: I Want to Believe

Hellboy II: The Golden Army

Star Wars: The Clone Wars

Get Smart

WALL·E

Burn After Reading

Tropic Thunder

The Day the Earth Stood Still

Blindness

Australia

 

 

 

 

publicado por RJ às 21:55
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

Um Excelente 2009!

 

 

Não tive oportunidade de passar por aqui a desejar-vos uma excelente noite de farra na passagem de ano, mas pronto, desejo-vos agora um óptimo 2009, repleto de sucesso e saúde! Que não apenas a nível de Cinema, mas a todos os níveis, seja um ano formidável.

 

E que não percam a esperança neste pequeno blog de Cinema, que não tem visto muitos artigos publicados por falta de tempo e às vezes, de alguma disposição, coisas que se irão resolver em breve e que em nada, mas em absolutamente nada, prometo-vos, significam a perda de interesse pela blogosfera, com a qual tenho aprendido tanto. 

Os K Awards, (aquela lista que é costume fazer sobre os favoritos do ano), serão publicados em breve.

 

Um excelente 2009, e até já.

 

 

 

publicado por RJ às 22:57
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

Let it Snow...

 

O Natal é, confesso, a minha época preferida do ano. Pode estar para muitas pessoas, a perder um pouco a sua magia, mas o significado que sempre lhe atribuí nunca desaparecerá.

Desejo a todos vocês, um santo Natal, e que disfrutem do encanto que esta quadra tem para oferecer, que encontrem novos motivos para sorrir, ou que continuem a ver naquilo em que sempre acreditaram, nas pessoas que sempre amaram, o brilho de outrora. Esta é afinal, uma altura de amor, por isso celebrem-no. Cantem, gritem, chorem, sorriam e acima de tudo, vivam-no!

 

Encontramo-nos aqui novamente dentro de uns dias.

Um santo Natal!

 

 

 

publicado por RJ às 02:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. I'll be back

. Afinal o "Hugo" não é um ...

. A breve pausa de Verão

. Ano novo, vida nova

. Ao sabor do momento

. Mar revolto

. Como fomentar o entusiasm...

. Pequena Informação

. Um Excelente 2009!

. Let it Snow...

.Filme da Semana

Uploaded with ImageShack.us

.arquivos

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds