Sábado, 6 de Março de 2010

K Awards 2009 - Actor Secundário

 

Não serei o primeiro a dizer isto, mas tenho de o dizer na mesma: Hans Landa é a melhor personagem criada por Quentin Tarantino.

Ora não quero dizer que outras personagens geniais da filmografia de Tarantino tenham perdido a sua genialidade quando comparadas com esta, quero simplesmente dizer que Landa é incomparável. Aliás, arriscar-me-ia mesmo a dizer que não só é a melhor personagem criada por Tarantino, como é das melhores personagens que alguma vez encontrei no ecrã de Cinema.

 

E este pico absoluto do génio criativo do realizador não se deve somente a esse génio, deve-se também ao génio de Christoph Waltz, que faz uma estreia no mundo de Hollywood com uma interpretação absolutamente larger than life.

Sempre que revejo o filme ou uma cena com Landa em particular, é como se conhecesse a personagem cada vez mais, e descobrisse ainda maior motivo de fascínio pela interpretação de Waltz: cada palavra, cada gesto, cada olhar está acima do perfeito.

 

Apesar de ser incrível o facto de que, mesmo tendo uma personagem tão avassaladora como esta, o filme não viva apenas dela, tendo muitas outras coisas também extraordinárias, é verdade que "Inglourious Basterds" sem Hans Landa não seria a mesma coisa.

Waltz não se limita a fazer algo tão vulgar como "interpretar", ele transforma-se completamente. O actor deixa de existir para fazer nascer a personagem, personagem essa que é no ecrã, tão real como nós que existimos fora dele. E isto está muito além do extraordinário, é a pura representação da beleza daquilo que o Cinema consegue fazer quando cria genuinamente alguém.

 

 

 

tags: ,
publicado por RJ às 23:33
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

K Awards 2009 - Actriz Secundária

 

É um pouco difícil distinguir entre principais e secundários, porque na verdade, quando um desempenho é memorável, nunca poderá ser um elemento "secundário". Mas pronto...

 

Em 2009, Quentin Tarantino trouxe-nos dois actores desconhecidos em duas interpretações inesquecíveis no seu "Inglourious Basterds". Quanto à masculina, falaremos nela mais tarde, por agora, é tempo de recordar Mélanie Laurent, que com a sua Shoshanna fez a melhor interpretação feminina "secundária" do ano passado.

 

Mélanie Laurent consegue transmitir pura emoção só com um olhar, e encarna de forma sublime a viagem de vingança da sua personagem. Basta a sua presença no ecrã para sentirmos toda a força do seu desejo de vingança.

É pura e simplesmente, inspiradora.

 

 

 

tags: ,
publicado por RJ às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

K Awards 2009 - Efeitos Visuais

 

Apesar de ser fraco enquanto filme, enquanto espectáculo visual, "Avatar" foi o melhor que se fez em 2009.

Desde à animação dos Na'vi, até aos cenários exóticos e coloridos de Pandora, James Cameron conseguiu oferecer um regalo para a vista, e deixar todo o mundo a pensar no que o 3D pode, ou não, fazer ao Cinema.

 

Foi pena que não tenha conseguido oferecer mais, mas para quem se procurasse divertir e confirmar o que o 3D consegue oferecer no campo visual a um blockbuster, "Avatar" foi uma injecção de efeitos visuais mais do que satisfatória.

 

 

 

tags: ,
publicado por RJ às 15:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

K Awards 2009 - Surpresa

 

"Sherlock Holmes" foi a grande surpresa de 2009, e o grande filme deste último Natal.

 

Quando vi as primeiras imagens do filme, fiquei com receio de que Guy Ritchie tornasse o lendário Sherlock Holmes num herói banal com uma aventura demasiado pirotécnica, e que, de ícone vitoriano, Holmes se convertesse num género de herói de acção do século XXI que, por acaso, vive na Londres vitoriana.

Mas não foi isto que aconteceu. Ritchie não manchou de qualquer forma a boa reputação do detective de Sir Arthur Conan Doyle, e apesar de injectar à personagem uma nova energia, isso não se traduziu na perda de qualidades, pelo contrário. Esta nova energia significou um equilíbrio entre as habilidades físicas e mentais da personagem, que mesmo os puritanos da obra de Conan Doyle não podem contestar.

 

Livrou-se a personagem de clichés, e apesar de serem visíveis os elementos modernizados da abordagem ao Cinema de aventuras, este Holmes é mais fiel ao material original que muitos outros, e é ao mesmo tempo uma representação com enorme personalidade, onde Ritchie evidenciou notável coragem em arriscar, para surpreender.

 

 

 

tags: ,
publicado por RJ às 15:25
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 7 de Fevereiro de 2010

K Awards 2009 - Desilusão

 

 

Regressamos à retrospectiva do ano que passou, (peço desculpa pelo atraso), e começamos pela desilusão.

 

Ora, o que quero dizer, quando digo que este filme foi a desilusão de 2009?

Não quer dizer que seja o pior filme do ano, mas sim aquele em que se notou maior diferença entre o que esperávamos e o que o filme é. E neste sentido, "X-Men Origins: Wolverine" foi a grande desilusão de 2009.

 

Como seria de esperar, é exemplar do ponto de vista técnico, tendo excelentes cenas de acção, e apesar de tudo, Hugh Jackman faz um excelente Wolverine, e Liev Shreiber um excelente Victor Creed.  Só é pena o resto do filme não acompanhar a visível dedicação dos actores aos seus papéis, (e boas interpretações em "entreternimentos razoáveis" são normalmente difíceis de encontrar).

Depois do início, que construía contornos negros de uma história de vingança em nome do amor, cedo mergulhamos num desenrolar da acção atabalhoado, com personagens mal aproveitadas, (que são introduzidas só em jeito de "piscadela de olho" aos fãs), e falta de imaginação, (que se torna particularmente notória no final).

Além de que, por ser sobre a personagem mais interessante dos X-Men, ainda desilude mais.

 

Entretem, mas acaba por saber a muito pouco.

 

 

 

publicado por RJ às 22:09
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010

K Poster Awards 2009 - O Melhor

E agora, o melhor do mundo dos posters em 2009...

 

 

Pormenor do Ano

 

Este poster japonês, (ou será chinês?), de "Inglourious Basterds" tem um pormenor simplesmente delicioso, que eu não poderia deixar de destacar nesta retrospectiva:

 

 

Hans Landa é apresentado no fundo da imagem, aparecendo no ecrã da sala de Cinema com o seu sorriso sádico.

Não só é cómico e tem o particular toque maléfico da personagem, como a ideia de o colocar a ele, a grande persoagem do filme, no ecrã de Cinema representa extraordináriamente bem o papel que o Cinema desempenha na história.

Fantástico.

 

 

TOP 5 de Taglines

 

Uma tagline memorável pode fazer tanto por um filme como um poster memorável. Afinal, não são só as imagens que ficam na memória, as palavras também.

Aqui ficam as cinco melhores taglines do ano:

 

5

 

"This is not a love story. This is a story about love."

("(500) Days of Summer")

 

4

 

"You haven't seen war until you've seen it through the eyes of Quentin Tarantino"

("Inglourious Basterds")

 

3

 

"Life can only be understood backward it must be lived forward"

("The Curious Case of Benjamin Button")

 

2

 

"See it with someone you ****"

("The Girlfriend Experience")

 

1

 

"He was dead... but he got better."

("Crank: High Voltage")

 

Eu nem sequer vi os dois filmes que estão nos dois primeiros lugares, mas acho que isso acaba por provar que as suas taglines são boas o suficiente para me ficarem na memória, mesmo sem ter visto o filme propriamente dito.

A do "The Girlfriend Experience" de Steven Soderbergh com a actriz pornográfica Sasha Grey é ousada, e a do segundo "Crank", numa vertente mais humorística é basicamente fabulosa, e consegue provocar-me sempre um sorriso quando me lembro dela.

 

 

TOP 5 de Posters

 

Passamos agora ao melhor dos posters em 2009.

Aqui ficam os cinco posters que melhor mostraram como um poster pode definir um filme, e tornar-se único:

 

 

5

 

4

 

3

 

2

 

1

 

 

Aqui a escolha entre o número 2 e o 1 é difícil... Mas pronto, quem leva a medalha de ouro virtual dos posters aqui no KritiCinema são os bastardos...

 

Estes posters para Benjamin Button e para os bastardos são a representação perfeita de como a simplicidade pode fazer de um poster um magnífico retrato de um filme.

Este poster para "The Curious Case of Benjamin Button", apesar de não ser o mais conhecido, é uma imagem aterradora, (no bom sentido). Resume bem o conceito da história e ao mesmo tempo é arrebatadora pela reacção que provoca em quem o vê, despertando tanto a estranheza como o lado mais sensível do observador. É ainda uma imagem com invulgar poder pela evocação do elo maternal e por construir uma imagem de contornos quase religiosos.

Tem invulgar beleza e sensibilidade, e representa o lado mais estranho, e o lado mais belo, da história.

Todos os posters de "Inglourious Basterds" são belíssimos, este é o que destaco e é o que, para mim, é o melhor poster de 2009.

Menos muitas vezes é mais, e essa simplicidade torna-o numa imagem que além de provocar curiosidade, introduz de forma perfeita a última obra-prima de Quentin Tarantino

Além de puro e duro, é uma imagem icónica deste filme mais-que-perfeito.

 

 

Nota: Apesar de este ano voltar a fazer estas listas de final de ano com base no calendário de estreias português de 2009, incluí o "(500) Days of Summer", pois devia ter estreado nas salas e foi ignorado pelas distribuidoras, e não só tem um belo poster como é um excelente filme.

 

 

 

publicado por RJ às 23:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

K Poster Awards 2009 - O Pior

Assim começa a minha retrospectiva do ano de 2009. 

E nada melhor para começar, do que avaliar uma componente do Cinema bastante apreciada por mim: posters.

Os posters podem ser muito mais do que simples cartazes a indicar às pessoas o título de um filme e os famoso que nele entram. Quando bem feitos, além de criarem curiosidade e expectativa em relação a um filme, são puras obras de arte que perdurarão na memória das pessoas juntamente com o filme, ou até no lugar deste.

 

Aqui fica o pior do mundo dos posters em 2009, dividido em categorias, algumas das quais, servem para visitar alguns clichés comuns no mundo dos posters:

 

 

 Déjà Vu

 

  

 

O primeiro poster para "Jennifer's Body", (filme que sai directamente para DVD em Portugal, com Megan Fox a interpretar uma adolescente possuída por um demónio que resolve começar a comer, literalmente, os rapazes da escola), copia aqui descaradamente o poster para a popular série sobre vampiros, "True Blood".

Por ser tão óbvio, não sei se poderá ser uma "homenagem" ao poster da série, (apesar de não me parecer ser esse o caso, honestamente), mas de qualquer forma, é falta de originalidade, tratando-se simplesmente de imitar uma ideia "atraente".

 

 

Clichés do Costume:

 

Personagens Principais em Pose Séria/Aventureira

 

 

 

Comum no blockbuster. Quando a imaginação não é muita, e quando a imagem das personagens é familiar à maior parte da população do planeta, basta colocá-los com um olhar sério, (também conhecido como "pose standard dos filmes de aventura"), e deixar a já elevada fama do franchise fazer o resto.

O pormenor de não mostrar completamente o nome do franchise do filme também é um pormenor engraçado, e ilustra bem este princípio. No fim de contas, o Harry Potter é tão conhecido que nem é preciso mostrar o título completo, pela cara dos actores e com o desenho de duas ou três letras, as pessoas chegam lá.

 

 

Cabeças a Flutuar

 

Este é um dos grandes clichés do mundo dos posters, colocar o rosto do(s) protagonista(s) sobre um fundo com cores atraentes e possíveis cenários exóticos, para atrair facilmente o olhar do comum espectador.

O que torna este poster de "Avatar" exemplo do que se fez de pior este ano nesta nobre arte, é não só usar este cliché tão repetido, como usá-lo para produzir um resultado tão fraco. Mesmo tendo cores "agradáveis à vista", muita boa gente conseguiria fazer melhor no Photoshop com uma ou duas imagens do filme.

A desilusão torna-se ainda maior dada a grande produção de que se trata. São estes super-blockbusters que dispõem das maiores equipas criativas, mas no entanto, são na maioria das vezes destes super-blockbusters que vêem posters repetitivos e fracos como este.

Lá está, as tais equipas criativas estavam todas ocupadas com os efeitos especiais...

 

 

Close-Up da Cara de Um Actor Conhecido e Fundo Pirotécnico

 

 

 

É uma ligeira variação do cliché anterior, e é um tipo de poster comum à maioria dos filmes de acção. Afinal, não há nada que atraia tanto o típico apreciador do espectáculo pirotecnico como a cara de um actor famoso e um fundo frenético que promete a referida priotécnia. 

 

 

Imagem com Significado Confuso

 

 

Claro que a maioria dos posters não fazem muito sentido do ponto de vista estritamente lógico. Tenham eles desenhos que desafiem a criatividade ou montagens fraquinhas, o poster não tem de responder de forma afirmativa à pergunta "Isto podería acontecer na realidade?", quer seja bom ou mau.

Em todos os posters que apresentei até ao momento, existe falta de lógica, pela negativa, mas existem sempre posters que sobressaiem por realmente não fazerem sentido de qualquer ponto de vista. Colocar simplesmente as cabeças dos protagonistas a flutuar, serve o propósito de apresentar uma "carinha laroca" ou atrair espectadores com caras conhecidas, mas este poster do "Terminator Salvation", apesar de possivelmente servir para atrair as fãs do Christian Bale, não tem realmente sentido nenhum. E ainda existe outra versão com a personagem do Sam Worthington.

A menos que me esteja a escapar algum pormenor que fizesse esta imagem ter sentido, ela é mesmo um ataque à lógica, mesmo dentro do que é aceitável num poster.

Vejamos: temos o Sr. Bale à chuva, com ar de durão. Isso percebo, lá está, para atrair as fãs. Mas e o resto?

Está ali a centímetros da cara dele uma coisa parecida com uma mão de uma máquina, ou qualquer outro componente com aspecto ameaçador, e ele continua estático aparentando não ter reparado numa coisa que daqui a um ou dois segundos irá colocar em risco tudo o que está acima do seu pescoço...

Estranho.:

 

 

Prémio Especial:

 

Poster para Raparigas Adolescentes Fãs de Sagas Ridículas

 

 

Sobre este acho que nem é preciso dizer muita coisa, o título fala por si...

É o tipo de poster que encontrarão nas paredes dos quartos das tontinhas fãs do Lusco-Fusco, (nome bastante apropriado para esta saga, da cortesia do JBM).

 

 

 

publicado por RJ às 23:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. K Awards 2009 - Actor Sec...

. K Awards 2009 - Actriz Se...

. K Awards 2009 - Efeitos V...

. K Awards 2009 - Surpresa

. K Awards 2009 - Desilusão

. K Poster Awards 2009 - O ...

. K Poster Awards 2009 - O ...

.Filme da Semana

Uploaded with ImageShack.us

.arquivos

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds