Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

Inimigos Públicos na Empire

Numa altura em que Al Pacino e Robert De Niro aceitam trabalhar no primeiro projecto que lhes apareça à frente, (ocupados que andam a "sacar" alguns dólares), recordam-se, principalmente, os tempos de "Heat", obra magistral de Michael Mann.

 

Chega-nos então, das páginas do novo número da Empire, um primeiro olhar a Johnny Depp e Christian Bale, naquele que promete mesmo ser, o novo "Heat". Porque Pacino e De Niro podem andar um pouco desorientados, mas Michael Mann ainda sabe o que faz.

 

 

"Public Enemies" é pois, um dos mais aguardados (ou será mesmo "o", mais aguardado?), do próximo ano, neste blog.

 

 

 

publicado por RJ às 12:12
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Novembro de 2008

Pianistas

Quando tudo o resto desmorona à nossa volta, a única forma de manter a sanidade é agarrarmo-nos a algo, por mais pequeno que seja.

O piano, qual barco salva-vidas, leva estes dois homens a descobrirem-se, a sobreviverem.

 

 

 1900 - "La Leggenda del Pianista Sull'Oceano"

Abandonado no Ano Novo num barco de cruzeiro, é criado nesse barco e é-lhe dado o nome do ano que nasceu juntamente com ele. Dos fornos de carvão do barco, viaja até aos salões luxuosos onde descobre um talento formidável para o piano.

O resto do mundo, não o entende e não o quer tentar entender. O barco e o piano são o seu mundo, afinal, nas suas próprias palavras, o barco tem um começo e um fim, e um piano tem um começo e um fim, e com as suas teclas a música é infinita. No mundo que se estende até onde a vista alcança, não consegue distinguir um princípio e fim, um propósito.

Com este filme emocionei-me, como poucos outros filmes me souberam emocionar.

 

 

Wladyslaw Szpilman - "The Pianist"

Com a invasão da Alemanha à Polónia, perde a casa, a vida como pianista na rádio e a família. Sozinho, por entre os escombros de Varsóvia, incia-se uma surpreendente viagem de sobrevivência. Mais dolorosos do que os tormentos físicos, são os psicológicos que lhe ameaçam destruir a sanidade. O piano, a sua paixão, é o que o impede de enlouquecer. Mesmo sentado num canto escuro e sujo, é o imaginar de percorrer todas aquelas teclas que suporta o que resta dele.

 

Provas de como o Cinema é mais do que apaixonante, mais do que apenas uma das artes. É tanto que não conseguimos explicar, que tudo o que possamos dizer fica sempre aquém.

Se me pedirem para dizer o que é o Cinema, direi que o Cinema são todas as lágrimas provocadas por histórias como estas. 

Afinal, o que são todas as palavras que consigamos usar, comparadas com uma lágrima? 

 

 

 

publicado por RJ às 15:07
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

O Estranho Mundo de Coraline

 

Já cá está, o trailer para "Coraline", o tão aguardado filme de animação, baseado numa história de Neil Gaiman e realizado por Henry Selick, que assinou "The Nightmare Before Chistmas".

 

Aqui!

 

 

 

publicado por RJ às 10:23
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

O Curioso Poster de Benjamin Button

 

 

 

tags:
publicado por RJ às 23:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Depp Como Chapeleiro Louco

 

Será este o novo look de Johnny Depp no papel de Chapeleiro Louco em "Alice in Wonderland", de Tim Burton? Se assim o for, então o filme tem, como seria de esperar, óptimo aspecto.

 

 

 

publicado por RJ às 21:15
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 16 de Novembro de 2008

Tirem-me Deste Filme!

Eu sou daquelas pessoas que considera a sala de Cinema um pequeno santuário. Ir ver um filme é um momento mágico, desde o procurar de um lugar para estacionar até ao roer das unhas nas filas de espera da bilheteira. Para mim a pirataria não substitui esta jornada mágica, esta ida até uma simples sala escura com ecrã grande, que se revela um templo do saber.

Mas a paz deste santuário, é muitas vezes perturbada.

 

Lancei-me, decidido a encontrar as coisas que mais perturbam quem ama Cinema e gosta de ter paz e ordem na sala para apreciar um filme. Afinal, viver o Cinema, chorar e rir com ele, não pode fazer com que se impeça outros de disfrutar do seu tempo neste canto afastado de preocupações...

 

 

 

Pequenada e Adolescentes

Não me interpretem mal, adoro ver pessoal jovem a apaixonar-se por Cinema, mas a verdade, é que cada vez mais, tenho dificuldade em encontrar um jovem que não perturbe a sessão. Os pequenos muitas vezes não percebem o filme e fazem barulho, mas a culpa aqui também pode muito bem ser dos pais... Estes encarregados de educação deveriam tomar mais atenção aos filmes a que levam os filhos. Ainda há pouco tempo, quando vou ver o novo James Bond, me deparo com pequenada que tem seguramente, entre sete e nove anos. Será que os adultos já não tomam atenção ao tipo de filmes a que levam os filhotes?

Os adolescentes ainda me irritam mais, confesso. Afinal, se às crianças pode ser dado um "desconto", estes já têm idade para se comportar. Aguentar ver um filme, rodeado de jovens com hormonas aos saltos, não é para qualquer um...

 

Ruídos de Pipocas

Não me importo de acompanhar pessoal amigo, se estes gostarem de comer pipocas a ver filmes com muita explosão e tiros, mas não sou grande adepto desta moda de comer na sala de Cinema. E o ruído das pipocas consegue ser bem irritante...

 

Erros na Projecção

Neste departamento, nunca me aconteceu nada de muito grave. Há histórias de microfones, que são culpa do próprio Cinema, mas que eu, sinceramente, nunca encontrei. Aconteceu a uma pessoa minha amiga, ver a visualização interrompida, devido a uma falta de luz, e teve de acabar de ver o filme num outro dia.

 

Intervalos

Este não é o pior, mas prefiro filmes sem intervalo. Esta pausa de meia-dúzia de minutos acaba por quebrar o ritmo do filme, especialmente quando não se toma cuidado na altura a colocar o intervalo, e este aparece a meio de falas, cenas de acção, e outros momentos importantes.

 

Telemóveis

Tal como o ruído das pipocas, o toque de telemóvel é aborrecido. Por algum motivo é dito que o desliguem...

 

Comentários Despropositados

Comentar o que se está a passar no ecrã, lançando piadas como é comum, mostra um necessidade em querer receber atenção, preocupante. E não são só os jovens que fazem isto...

Lembrem-se, no dia em que o Cinema for interactivo poderão falar com os actores, e até insultar o realizador (baixinho para mais ninguém ouvir), por agora, as pessoas que aparecem no ecrã não vos conseguem ouvir...

 

Desmancha-Prazeres

Este encontra-se muito nos filmes baseados em livros, e sagas ou trilogias. Consta que acontece bastante nos filmes do Harry Potter. São aqueles que gostam de ir contando o que vai acontecer daí a dez minutos, ou na aventura seguinte.

 

Conversa Fiada

Este é um dos mais aborrecidos. Aconteceu-me já algumas vezes, mas a pior foi quando duas senhoras atrás de mim, decidiram pôr a tertúlia em dia, e em voz alta. Acho que o tema chegou a abordar debates sobre electrodomésticos e histórias de primos em terceiro grau. Isto acabou por provocar uma discussão na sala de Cinema, mas felizmente, tudo se passou apenas durante os anúncios, e durante o filme, houve silêncio.

 

E vocês, o que acham que mais perturba o momento sagrado de visualizar um filme? E que histórias guardam de experiências desagradáveis que impediram o apreciar da obra?

 

 

 

publicado por RJ às 14:44
link do post | comentar | favorito
|

A Terra Pára em Dezembro

 

Keanu Reeves regressa à ribalta no remake do clássico de ficção-científica, "The Day the Earth Stood Still", a contracenar com a bela e talentosa Jennifer Connolly.

Haverá esperança para a humanidade, ou aproximar-se-à o Juízo Final? Teremos de esperar por Dezembro para descobrir, até lá...

 

... vejam o novo trailer, aqui!

 

 

 

publicado por RJ às 14:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 15 de Novembro de 2008

O Triunfo de Harry Potter?

Confesso que os trailers que têm saído de "Harry Potter and the Half-Blood Prince" não me entusiasmaram, e o atraso de oito meses da estreia também me baixou as expectativas, mas sai agora um terceiro, e muito bom, trailer, que deixa finalmente rasgos de esperança no horizone:

 

 

 

 

publicado por RJ às 18:54
link do post | comentar | favorito
|

"Eagle Eye"

 

Campeonato Internacional de Pirotécnia

 

Premissa: Duas pessoas comuns vêem-se envolvidas numa grande confusão que só podia estar relacionada com um grandioso segredo governamental. No meio disto tudo, surge um aparente campeonato pirotécnico que culmina numa (óbvia) tentativa de assassinar o Presidente dos EUA...

 

Veredicto: Vou ser sincero. Eu simpatizo com Shia LaBeouf. É um rapaz com piada, tenho de admitir, e no futuro pode revelar-se um excelente actor. Ficou popular com "Disturbia", um "thriller adolescente" engraçado, esteve bem no último Indiana Jones, e deve provavelmente ser a melhor coisa neste novo filme de D. J. Caruso produzido por Steven Spielberg, (que parece ter "apadrinhado" LaBeouf). Ele, a voz da Julianne Moore. e um Billy Bob Thornton que anda por ali com ar enfadado, a ver passar o tempo até ter mais meia-dúzia de milhões na conta bancária para poder pagar as despesas do Natal.

 

A ideia de ter pessoas que são controladas por uma "espécie de mulher" que lhes telefona constantemente e que consegue manipular tudo à sua volta, é curiosa, não fosse ter sido, como era previsível, usada como ponto de partida para uma confusão de proporções épicas, que aproveita o tema das ameaças terroristas, envolvendo centenas de carros destruídos e as habituais conspirações governamentais.

Podia ter sido um filme engraçado sobre o "domínio" que a tecnologia exerge nos nossos dias, ou ter pelo menos, maior imaginação no que toda à identidade da misteriosa mulher, mas não, claro que não. A resposta resolve-se com o cansativo "estratagema ultra-secreto da treta", e acrescenta-se um pouco da ideia já explorada em "2001: A Space Odissey", ou mais recentemente com "I, Robot", da máquina que se revolta contra os humanos. 

 

"Eagle Eye" é aquele divertimento muito ligeiro, que parte de uma premissa interessante para se afundar numa falta de imaginação terrível, como desculpa para mais uma lavagem cerebral de perseguições e sucata a rodos. 

Se tivesse sido realizado pelo Michael Bay, teria mais dez minutos de explosões, com um extra de dois prédios destruídos, mas a diferença não seria grande, não sendo portanto, recomendável a quem sofra de epilepsia.

Apenas mais um para juntar à galeria de confusões pirotécnicas do clube de vídeo da esquina.

 

5/10

 

Memorable Quotes

 

A.R.I.A.: Disobey, and you die.
 

Agent Thomas Morgan: [to field agent] If you're staring at me, it better be because I'm the suspect. If not, get back to work or I swear you're all demoted to something that involves touching shit with your hands!
 

Jerry Shaw: [shouting] Are you the one who called me on the phone?
Rachel Holloman: She called you too?

 

 

 

publicado por RJ às 15:43
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Novembro de 2008

"Tropic Thunder"

 

Quando a Parvoíce Consegue Ser Inteligente

 

Premissa: As filmagens daquele que promete ser o melhor filme de guerra de sempre começam a correr mal, então, o realizador decide mergulhar os actores numa guerra a sério, para ver se consegue pô-los a representar bem, de uma vez por todas.

 

Veredicto: "Tropic Thunder" é o "filme-caricatura" por excelência. Começa por caricaturar os vários tipos de actor: temos o idiota mimado dos filmes de comédia tolos repletos de flatulência, um "actor de método" que já tem na prateleira da sala uma dúzia de prémios, e que tende a levar as persongens que interpreta, demasiado a sério (ou não fosse exemplo disso, ter feito uma operação para ficar com a pele negra, de modo a interpretar a personagem do filme), e o actor dos filmes de acção que perderam a popularidade e que tenta relançar a carreira.

Brinca com uma ideia já pensada, de que, os actores só interpretam bem, quando são colocados em eventos reais, e passa uma brincadeira aos filmes de guerra, analisando os vários clichés, desde o eterno companheiro que morre no campo de batalha, até à típica cena em que, a momentos de arriscarem as suas vidas, os protagonistas revelam as suas questões morais mais profundas e fazem reflexões sobre a namorada, à volta de uma fogueira.

Depois, temos a brincadeira à própria indústria do Cinema, com aquela que, a par da interpretação de Robert Downey Jr., se torna das personagens mais impressionantes do filme: o produtor interpretado por um irreconhecível Tom Cruise. Este produtor acaba também por servir de amostra do quanto implacável pode ser este negócio dos filmes, quando se está disposto a deixar morrer o elenco, de forma a não perder os milhões investidos.

 

No meio de tudo isto, um desfile de parvoíce do mais alto nível, animada pela linguagem mais ordinária, que os durões do Cinema de guerra também tendem a usar com frequência. É um dos grandes momentos da comédia este ano, e a prova de que, Ben Stiller, quando quer, pode dar bons contributos a esta arte.

Um Jack Black obcecado com heroína, um Ben Stiller à procura de uma viragem na carreira, um Robert Downey Jr. como um australiano tornado africano, um Nick Nolte sombrio e um Tom Cruise, absurdamente hilariante. O que podemos pedir mais a um filme que consegue fazer da mais pura parvoíce, algo inteligente que provoca momentos realmente divertidos numa sala?

 

O único ponto em que peca, é que talvez devesse ser um pouco mais curto, para não causar alguma oscilação entre momentos verdadeiramente cómicos e outros mais cansativos lá para a última meia-hora. Mas sem dúvida que consegue misturar personagens estapafúrdios e parvoíce pura, para criar pura diversão.

 

8/10

 

Memorable Quotes

 

Kirk Lazarus: I don't read the script. The script reads me.

 

Kirk Lazarus: Everybody knows you never go full retard.
Tugg Speedman: What do you mean?
Kirk Lazarus: Check it out. Dustin Hoffman, 'Rain Man,' look retarded, act retarded, not retarded. Counted toothpicks, cheated cards. Autistic, sho'. Not retarded. You know Tom Hanks, 'Forrest Gump.' Slow, yes. Retarded, maybe. Braces on his legs. But he charmed the pants off Nixon and won a ping-pong competition. That ain't retarded. Peter Sellers, "Being There." Infantile, yes. Retarded, no. You went full retard, man. Never go full retard. You don't buy that? Ask Sean Penn, 2001, "I Am Sam." Remember? Went full retard, went home empty handed...

 

Les Grossman: Now I want you to take a step back... and literally fuck your own face!
 

Kirk Lazarus: I know what dude I am. I'm the dude playin' the dude, disguised as another dude!

 

 

 

publicado por RJ às 17:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os X-Men regressam ao fut...

. O "nada fantástico" Homem...

. I'll be back

. It's that time of the yea...

. Afinal o "Hugo" não é um ...

. E se não há palavras, há ...

. Não há palavras que o des...

. Drivers

. O Natal chegou mais cedo

. Neon-Noir

.Filme da Semana

Uploaded with ImageShack.us

.arquivos

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds