Sexta-feira, 29 de Junho de 2007

Filme da Semana - "Live Free or Die Hard"

 

John McClane está de volta, mas será necessário fazer-vos algum tipo de introdução?

 

Vejam o trailer aqui!

 

(Yippee Ki Yay, motherfucker!)

 

 

publicado por RJ às 20:01
link do post | comentar | favorito
|

"Equilibrium"

 

Premissa: Para evitar guerras, a sociedade mudou. Através do afastamento das emoções atingiu-se o controlo, o controlo do ser humano, pois as emoções levam à guerra e ao desespero... É nesta realidade que encontramos Preston, um dos homens que fazem parte da "elite", os Clérigos, encarregues de encontrar e eliminar a Resistência, e tudo o que possa levar o Homem a Sentir...

 

Veredicto: Qual é a razão da nossa existência? A razão baseia-se nas crenças de cada um, na fé.

Qual o objectivo de tudo? Uns ensinam, outros curam, outros simplesmente gostam de fazer o que gostam mesmo que isso não sirva para ajudar outras pessoas, mas no fundo, todos temos um papel na sociedade.

O objectivo da Vida, é assegurar a existência dos próximos. Daqueles que nos seguirão. Esse parece ser o pensamento mais "correcto", o prolongar da existência. No fundo, existimos para Sentir, pois sem sentimentos, não há amor, não há justiça, não há Vida.

 

O que acontecia ao mundo se deixássemos de sentir emoções? Isso eliminaria a guerra e o crime, mas ao preço de um mundo sem vida, sem cor. Porque sem sentimentos, e agora citando uma das personagens do filme, respirar é apenas o contínuo "tic tac" de um relógio...

 

"Equilibrium" é um thriller imprescindível, uma obra perspicaz repleta de acção, mas onde a acção não é o mais importante, mas sim a busca pelos sentimentos da personagem de Christian Bale, Preston. E é realmente necessário referir Bale, pois interpreta de forma cativante e sublime um homem que era incapaz de sentir, mas quando começou a ter contacto com emoções, viu o erro que a humanidade tinha cometido...

 

Um obra-prima fascinante que vos fará certamente pensar qual o próposito de tudo, que vos fará certamente... sentir, pois sem sentimentos, viver não faz sentido.

 

9/10

 

Memorable Quotes

 

Brandt: I'm not feeling! He is the one who's feeling!

 

DuPont: Wait! Wait! Look at me. Look at me. I'm life. I live... I, I breathe... I feel. Now that you know it... can you really take it? Is it really worth the price?
[Preston sees a flash of Mary's face]
John Preston: I pay it gladly.

 

Mary: Let me ask you something.
[Grabs his hand]
Mary: Why are you alive?
John Preston: [Breaks free] I'm alive... I live... to safeguard the continuity of this great society. To serve Libria.
Mary: It's circular. You exist to continue your existence. What's the point?
John Preston: What's the point of your existence?
Mary: To feel. 'Cause you've never done it, you can never know it. But it's as vital as breath. And without it, without love, without anger, without sorrow, breath is just a clock... ticking.

 

 

publicado por RJ às 18:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Inesquecível - "Escape From LA"

Snake Plissken não é um herói, é um "anti-herói"... Pessoalmente não se interessa muito pelo futuro da humanidade, salvou o dia simplesmente porque não tinha escolha...

 

Carpenter é um dos maiores mestres do Cinema. O ambiente que cria nos filmes, a forma como consegue aliar a música à imagem, criar personagens cativantes, e mais importante ainda, o argumento. Digam o que disserem, os filmes de Snake Plissken têm um argumento inteligente, sendo que a sequela, "Escape From LA" serve sinda mais, como crítica desde ao Cinema, até ao governo.

   

Aqui fica uma incrível cena de acção da grande sequela de "Escape From New York":

 

 

 

 

[facing four gunmen at once]
Snake Plissken: I'm gonna give you assholes a chance. What do you say we play a little Bangkok Rules?
[picks up a tin can. The four gunmen back up and get ready]
Snake Plissken: Nobody draws until this hits the ground.
[throws the can high into the air, then pulls his revolvers and kills all four gunmen before the can lands. Can hits the ground]
Snake Plissken: Draw.

-

Snake Plissken: I shut down the third world, you win they lose. I shut down America, they win you lose. The more things change, the more they stay the same.

 

 

 

 

   

publicado por RJ às 11:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Junho de 2007

A Essência da Imagem

 

Dos muitos parâmetros ligados à arte de fazer um filme, a imagem é talvez o principal.

 

Sendo um filme um enorme conjunto de imagens e emoções que cada um é livre para interpretar à sua maneira, como resumimos um filme, duas horas de fita, o trabalho de um ano, dois anos ou mais, a uma imagem?

 

O Cinema terá sempre um lado comercial, se não fosse lucrativo não existia, quer queiramos quer não, é necessário ver a perspectiva lucrativa do filme, caso contrário, não se poderiam fazer filmes por falta de dinheiro. Chegamos então à publicidade.

 

Haverá diferença nas receitas de bilheteira de um filme bom, mas pouco ou nada publicitado, comparando com as de um filme, igualmente bom, mas cujos anúncios chegam através de rádios, televisões e cujos cartazes se espalham pelas ruas da cidade? Claro está que existe diferença.

 

 

 

Ora, como resumimos o filme, como captamos a essência das duas horas passadas a analisá-lo, da corrente de emoções que flui através de nós ao vê-lo, numa imagem? Como fazemos com que uma imagem, represente tudo diante dos olhos daqueles que ouvem o nome da obra pela primeira vez, fazendo com que se apele à curiosidade do observador?

 

Existem os fracos exemplos, os rostos de actores espelhadas por entre letras gordas e frases sonantes, com visto a tentar que o normal público reconheça as caras e sinta vontade de se dirigir à sala, ou não estivessem os famosos profundamente ligados ao avançar da indústria...

 

 

 

Longe estão os tempos onde a arte de fazer um cartaz de Cinema "desenhado" era considerada quase um dom... Verdadeiras obras de arte eram todos esses cartazes, pois neles, qualquer famoso se misturava com cenários, letras e cores, sem que o seu nome fosse demasiado importante... Misto de luz e cor, obras de arte resplandecentes à porta de qualquer sala, eram admiradas pelos solitários fãs da 7ªarte , que mesmo antes de verem o filme, já sentiam a sua magia.

 

 

 

Mas ainda hoje, felizmente, aparecem casos de pura originalidade e brilhantismo, raros claro está, pois ainda que a técnica do desenho já pouco ou nada se use, por vezes, alguns autores de posters fazem verdadeiras obras de arte.

 

 

 

É necessário referir as taglines. Frases publicitárias, destinadas a promover o filme. Será que fazer essas frases também não é uma arte? No fundo fazem parte do poster, mas ao contrário de resumir o filme a uma imagem, resumem-no a uma frase, interessante não é?

Pensem... Que frase escolheriam para promover um filme que aguardam com grande expectativa ?

 

 

Não será o segredo do poster reunir a "alma do filme"? Não será o segredo resumi-lo a um pequeno fragmento, a uma pequena imagem que, em si, reúne o turbilhão de emoções que nos percorrem a alma na sala escura?

Como eu admiro essas imagens...

 

 

 

 

publicado por RJ às 12:07
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

A que filme pertence esta tagline? #5

 

"Man Has Made His Match... Now It's His Problem"

 

publicado por RJ às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Junho de 2007

"Zodiac"

 

Premissa: "Zodiac" retrata o misterioso caso do assassíno Zodiac, que aterrorizou a cidade de S. Francisco nos anos 60, e baseia-se no livro escrito por Robert Graysmith sobre o caso.

 

Veredicto: David Fincher, autor de grande obras como "Se7en" e "Fight Club", apresenta aqui um filme diferente daqueles a que nos habituou, uma visão diferente sobre a alma humana que retrata nas suas obras.

 

"Zodiac" é um filme pausado, desenvolvido, e concentra-se no retrato da investigação inconclusiva que rodeou o caso. Não existe pressa em descobrir o culpado, pois na realidade é assim, tudo leva muito tempo, e as investigações não são tão rápidas e "recheadas de acção" como é dado a entender na maioria dos policiais.

 

Ao longo das duas horas de filme, o realizador cria um exercício mental interessante, pelo caminho da obsessão humana, através da personagem de Graysmith, que, a cada dia passado da "não descoberta" do Zodiac, se deixa absorver mais pela investigação... Até onde conseguirá ir um simples cartoonista, quando a polícia não chegou a lado nenhum?

 

Não, não se tratam de heroísmos por parte de alguém simples, por parte de um herói improvável, no fundo, Fincher faz com que Graysmith represente um pouco todos nós: os nossos medos, as nossas obsessões... E fá-lo com uma mestria única, não há dúvida!

 

Quanto a aspectos técnicos, penso ser necessário frizar as boas interpretações, onde Jake  Gyllenhaal triunfa, sendo que estou cada vez mais surpreendido com este actor, e a banda sonora, sempre em perfeita sintonia com a imagem e o ambiente da história.

 

"Se7en" continua a ser a minha obra preferida de Fincher, mas "Zodiac" não deixa por isso de ser um filme imperdível.

 

8/10

 

Memorable Quotes

 

Paul Avery: Someone should write a fuckin' book, that's for sure.

 

Paul Avery: Okay, this can no longer be ignored.
[points at Graysmith's drink, which is blue. Graysmith looks confused]
Paul Avery: What is that?

 

Arthur Leigh Allen: I am not the Zodiac. And if I were, I certainly wouldn't tell you.

 

Robert Graysmith: I... I Need to know who he is. I... I need to stand there, I need to look him in the eye and I need to know that it's him.

 

 

 

 

publicado por RJ às 12:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 24 de Junho de 2007

"Shrek the Third"

 

Premissa: Com a morte do pai de Fiona, rei de Far Far Away, Shrek é o primeiro na linha de sucessão, mas a ideia de ser rei não lhe agrada, e parte com Burro e Gato das Botas, em busca de Artie, primo afastado, e candidato ideal para o trono do reino dos contos de fada...

 

Veredicto: O primeiro filme de uma saga é normalmente o que decide o futuro do filão. Se este tem sucesso, faz-se uma sequela, e nessa, normalmente é dado "tudo por tudo" para que saia tão bem, ou melhor que o primeiro, aplicando-se novas ideias e novas personagens. O terceiro é o mais complicado...

 

As ideias inteligentes usadas nos capítulos iniciais começam a faltar, apostando-se então na continuidade. Nota-se então uma dificuldade em fazer rir e tudo soa a cliché, este é o problema de "Shrek the Third", pois parece que a originalidade que nos fazia rir no segundo filme, o melhor da saga, ficou pelo segundo filme, e de momento, falta imaginação.

 

Os novos intervenientes também não ajudam nada: Artie é o típico miúdo que no final dará uma lição de moral ao público, Merlin serviu simplesmente para inventar uma troca de corpos entre o Burro e o Gato, situação essa que não surtiu o efeito desejado, e as Princesas pareceram uma medida desesperada para tentar fazer rir alguém.

 

Se os primeiros faziam soltar honestas gargalhadas, este apenas faz sorrir em alguns momentos...

Não existem por isso dúvidas de que o melhor, era pensar bem no futuro da saga do ogre.

 

5.5/10

 

Memorable Quotes

 

Puss in Boots: I don't know you, but I'd like to.

 

Prince Charming: You! You can't lie! Where is Shrek?
Pinocchio: Well, uh, I don't know where he's not.
Prince Charming: You're telling me you don't know where Shrek is?
Pinocchio: Well, it wouldn't be inaccurate to assume that I couldn't exactly not say that there he's is almost partially incorrect.
Prince Charming: So you do know where he is!
Pinocchio: Oh, on the contrary. I'm possibly more or less not definitely rejecting the idea that I undeniably...
Prince Charming: Stop it!
Pinocchio: ...do or do not know where he shouldn't probably be. If that indeed wasn't where he isn't!

 

Cinderella: [after hearing the Puss and Donkey speak after changing bodies] I don't get it.
Snow White: The cat turned into a little horse that smells like feet. What's to get?

 

 

 

 

 

 

publicado por RJ às 21:16
link do post | comentar | favorito
|

AFI, Simpsons e Indiana Jones

Para não fazer um número desnecessário de posts, apresento uma compilação de três notícias recentes:

 

O American Film Institute fez uma lista dos 100 melhores filmes americanos de sempre, e "Citizen Kane" ocupa a primeira posição.

Podem consultar a lista aqui!

 

Saiu também o novo trailer do épico amarelo do Verão, "The Simpsons Movie", que pode ser visto, aqui!

 

Para encerrar em beleza, temos o primeiro olhar a um Harrison Ford que regressa agora com 64 anos, à pele de uma das grandes personagens do Cinema, Indiana Jones!

 

 

publicado por RJ às 12:03
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 23 de Junho de 2007

Piratas 4 Concretiza-se?

 

Segundo uma fonte do site Cinema Blend, uma quarta parte da saga "Pirates of the Caribbean" já não é só uma possibilidade...

 

A Disney planeia fazer próximos filmes dos Piratas, centrados, ainda mais, na personagem de Jack Sparrow, sendo que só voltariam Johnny Depp e Geoffrey Rush (Barbossa).

Gore Verbinsky voltaria a ocupar a cadeira de realizador.

 

O argumento, é que me deixou com um ligeiro arrepio... Parece que a ideia é fazer algo num tom de Ficção Científica, com máquinas voadoras e "cenários de Júlio Verne"...

 

Vejam a notícia completa, aqui!

 

Anyway... Resta-nos aguardar por mais desenvolvimentos..

 


publicado por RJ às 12:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

"Shrek the Third" - Filme da Semana

 

O ogre está de volta, desta vez com uma crise de sucessão ao trono por resolver, novamente acompanhado pelos fiéis Burro e Gato das Botas...

 

Estará a saga a perder a inspiração dos primeiros capítulos?

 

Vejam o trailer aqui!

 

publicado por RJ às 20:37
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os X-Men regressam ao fut...

. O "nada fantástico" Homem...

. I'll be back

. It's that time of the yea...

. Afinal o "Hugo" não é um ...

. E se não há palavras, há ...

. Não há palavras que o des...

. Drivers

. O Natal chegou mais cedo

. Neon-Noir

.Filme da Semana

Uploaded with ImageShack.us

.arquivos

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds