Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

As fantasias de James Cameron

 

Bem, já todo o mundo deve ter visto o trailer de "Avatar", mas de qualquer forma, fica aqui o link.

Ah e já agora, vale a pena lerem isto.

 

Opiniões sobre o trailer? Bem, só tenho a dizer que fiquei menos entusiasmado do que estava à espera.

Tem pessoas azuis com cara de gato muito bem feitas, sim, tem uns monstros e uns visuais aparentemente muito interessantes mas... simplesmente não coloca a minha curiosidade ao nível de expectativa elevadíssimo que milhões têm para este filme.

 

O filme mais incrível/revolucionário/importante da década? Hmm... Não me convencem.

Quer dizer, até admito que pode muito bem ser um passo decisivo para o triunfo do 3D, se fôr de facto uma experiência visual incrível mas ainda assim, chamar-lhe o filme mais importante da década ou do milénio?

Pode ser de facto importante no sentido de um avanço tecnológico que torne o 3D mais popular, mas o que é que isso nos diz se for isso tudo o que "Avatar" tem para oferecer? Que o futuro do Cinema é simplesmente os efeitos especiais?

 

O Cinema nasce como entretenimento, sim, porém "Cinema enquanto arte" ser substituido por "Cinema enquanto uma espécie de divertimento de circo" não me parece um futuro muito risonho.

Poderão dizer que os efeitos especiais também são uma arte. Sim, e concordo. São uma componente bastante importante no sentido de terem oferecido ao Cinema a oportunidade de dar um passo em frente a nível visual, sendo a imagem elemento primordial do Cinema. Mas eu não quero ter a triste experiência de ver no futuro o Cinema perder a sua alma para ser um género de barraquinha de circo onde se entra para ver coisas a 3D. Os efeitos visuais são cruciais para ajudar a contar histórias, e têm ajudado a trazer ao Cinema verdadeiros mundos de maravilhas, mas as histórias são o que está na origem de qualquer imagem que se veja no ecrã, e perder a habilidade de contar boas histórias se a componente visual do 3D fôr tudo o que se quer oferecer às pessoas, vai levar as pessoas a esquecer que o Cinema conta (ou contava) histórias, que o Cinema as apaixona (ou apaixonava) pelas suas histórias, por aquela habilidade mágica de nos fazer rir, ter medo e chorar de emoção quando cria connosco uma ligação emocional profunda.

 

Vejam as animações, cada vez mais belas visualmente como o recente "Wall-E". Os efeitos visuais ajudaram a criar esse mundo de maravilha mas não se esqueceu na criação dessa animação uma história comovente, que torna esse filme uma das melhores obras de animação que já vi.

As obras do meu realizador preferido, Tim Burton, são demonstrações dos mundos de sonho e pesadelo que o Cinema consegue criar, são demonstrações das visões maravilhosas que o Cinema cria quando se usa todo o potencial de uma imaginação rica e invulgar unida ao poder das imagens.

"Star Wars" de George Lucas foi um dos maiores passos a nível de efeitos especiais do Cinema, senão mesmo O grande passo, mas isso não impediu que se criasse nessa saga uma space-opera épica com um contexto humano de grande densidade.

"The Lord of the Rings", (sobre o qual eu gosto de falar como uma única obra), é o meu filme preferido, (ou filmes, como quiserem), não por toda a extraordinário riqueza visual que ofereceu, mas pela história que considero ser a melhor que vi o Cinema contar, pela sua riqueza emocional verdadeiramente tocante, por ter essa alma pura de um autêntico e inesquecível Filme.

 

Eu gosto profundamente da componente visual do Cinema, apenas não quero imaginar um futuro em que os espectadores de Cinema sejam indivíduos que colocam óculos especiais para sairem das salas divertidos mas não emocionados, não tocados por uma história que os faça questionar, que os faça pensar, e acima de tudo, que os apaixone.

 

 

 

publicado por RJ às 20:18
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os X-Men regressam ao fut...

. O "nada fantástico" Homem...

. I'll be back

. It's that time of the yea...

. Afinal o "Hugo" não é um ...

. E se não há palavras, há ...

. Não há palavras que o des...

. Drivers

. O Natal chegou mais cedo

. Neon-Noir

.Filme da Semana

Uploaded with ImageShack.us

.arquivos

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds