Sexta-feira, 3 de Julho de 2009

"Twilight"

 

 

Podiam dizer, "Ah, tu falas muito sobre estas modas adolescentes mas não vês os filmes, se visses secalhar até gostavas", pois bem, não é verdade. Vi esta aventura de vampiros adolescentes, tentando perceber o que está por detrás do seu sucesso.

Ora, a verdade é esta: estava à espera de um fime fraco, ou melhor, mau. Porém, fui surpreendido, o filme não é mau... é impossivelmente mau.

Se algum dia alguém vos disser, "Oh, eu já vi de tudo", mostrem-lhe este filme.

 

A minha primeira reacção é que era impossível ter atingido este patamar do mau, algo de errado se estava a passar. Estaria eu a ter alucinações? Sim, eu estava à espera de algo muito fraco, mas isto é diferente, isto está a um nível tão horrivelmente mau, que desejo solenemente que alguém destrua as cópias existentes desta obra, para que gerações futuras não sejam expostas a semelhante horror.

Enquanto estava a ver o filme era invadido por um misto de sensações: uma vontade enorme de rir e uma vontade enorme de chorar, chorar de desespero. Pensei em parar, mas estava a ser interessante. É um filme tão incrivelmente ridículo que eu tinha de o ver na totalidade, há muito tempo que não testemunhava semelhante horror, era incrível, um verdadeiro fenómeno.

 

Houve ainda assim, algo positivo, é que o filme fez-me meditar profundamente sobre quantos filmes eu teria visto piores ou tão maus como este.

Lembrei-me dos "Fast and Furious", da maior parte dos filmes que passam na TVI ao domingo à tarde, e de dois ou três filmes do Steven Seagal. Ainda assim, preferia uma maratona do Steven Seagal a ter de ver "Twilight" novamente.

 

"Ridículo" está entre as três melhores palavras para descrever esta verdadeira aberração cinematográfica, sendo as outras duas palavras, "nauseante" e "traumatizante". 

Mas não quero que pensem que eu parto assim tão rapidamente para os insultos fáceis, sem avaliar e explicar os meus pontos de vista em maior pormenor. Não, a tortura que é assistir a esta pérola vinda certamente da masmorra de algum sádico, merece que eu seja um pouco mais "técnico".

 

"Twilight" parece saído das fantasias de alguma adolescente mesmo muito muito muito parvinha. Eu não sei quem é a Stephenie Meyer, a arquitecta do livro em que se baseia este filme, mas das duas uma, ou é a pior escritora do mundo sem o saber, ou conseguiu perceber tão bem como funciona a mente das "adolescentes que ainda não acordaram para a vida", que concebeu uma fantasia adolescente tornada realidade.

Não posso frisar isto o suficiente: é ridículo. Todos os diálogos, a história, a forma babada como a protagonista Bella olha para o vampiróide, é tudo tão incrivelmente risível, tão estupidificante, que se fosse efectivamente escrito por uma adolescente, a diferença seria... bem, não haveria diferença, o filme seria igual. 

 

Robert Pattinson acaba de ser promovido a pior actor adolescente da actualidade. É deplorável. Anda por ali a pavonear-se como o grande herói romântico do momento, mas a vontade que me deu foi de mergulhar o seu Edward em água benta na esperança de que se desintegrasse.

Ele tenta ser o "rapaz giro da escola com ar de durão que ignora a rapariga que gosta dele até efectivamente acabarem enrolados", e consegue. Ele torna-se no estereótipo mais mal representado da História dos estereótipos adolescentes. O "ar de durão" dele? Não é "durão", resume-se a uma total inexistência de expressividade no rosto, é basicamente o mesmo que não conseguir mexer os músculos da cara. 

 

A  caracterização dos vampiros adolescentes não é inexistente, é deplorável. Os estereótipos neste filme nascem como cogumelos, desde os maus vampiros, aos bons, que se resumem a indivíduos pálidos que parecem usar batôm , até àqueles que parecem ser os lobisomens, os índios.

Mas a cereja no topo do bolo, a melhor característica dos "vampiros", é brilharem com a luz do Sol. O que eu me ri nessa cena. Eu à espera que quando aquela criatura das trevas caminhasse para a luz do Sol ardesse, e o filme terminasse ali, e as minhas esperanças são frustradas: ele "brilha".

Foi nessa cena verdadeiramente desesperante, tão terrivelmente mal escrita e representada, (tal como todos os outros "momentos românticos"), que comecei à procura das minhas estacas de madeira.

 

"Twilight" é já um case study nas escolas de Cinema, ou pelo menos, deveria ser. Devia constar de uma selecção de filmes que os alunos são obrigados a ver regularmente como forma de lhes mostrar o que nunca deverão fazer, como forma de mostrar a aspirantes a realizadores o que acontece se o equivalente a ter lá um realizador fôr não o ter, e mostrar a jovens argumentistas o que acontecia se estes pedissem às suas irmãs/primas/sobrinhas adolescentes da vaga EMO, para lhes escreverem os argumentos.

 

Uma coisa impressionante que li há uns dias, é que, para além da sequela deste filme sair já no final deste ano, o terceiro filme vai começar e acabar de filmar antes do segundo estrear sequer. A produtora dos filmes está faminta por mais e mais dinheiro tirado dos bolsos de adolescentes que ficam apanhadas por qualquer filme se este conseguir ter a inteligência de descobrir como as suas mentes funcionam, e isto é ao mesmo tempo o que torna "Twilight" estúpido e ainda assim, inteligente. Sim, inteligente, é que como esquema de moda adolescente para sacar dinheiro enquanto o público alvo não enjoa, não podia haver melhor.

Para gerações futuras, ter de ver o que foi o descalabro total do Cinema ao cair em coisas como esta, será muito triste.

 

Têm curiosidade em ver o filme? Não vejam. Ainda estão curiosos? Não o façam, vejam um programa de culinária em vez disto. Continua a apetecer-vos passar por esta experiência traumatizante? Seja, mas vejam em fast forward, não vale a pena perderem duas horas da vossa vida com isto. Não merece nem um cêntimo que gastem em alugá-lo num clube de vídeo.

É o equivalente a agarrarem nas fantasias que uma "adolescente típica" escreve no diário e fazerem disso um filme. É algo surpreendentemente mal representado e surpreendentemente mal escrito.

 

2/10

___

 

Edward Cullen: That's what you dream about? Being a monster?
Isabella Swan: I dream about being with you forever.

 

Edward Cullen: And so the lion fell in love with the lamb.
Isabella Swan: What a stupid lamb.
Edward Cullen: What a sick, masochistic lion.

 

Isabella Swan: Look, You gotta give me some answers.
Edward Cullen: Yes. No. To get to the other side. Uh, 1.77245...
Isabella Swan: I don't need to know what the square root of pi is.
Edward Cullen: You knew that?

 

Edward Cullen: I hate you for making me want you so much.

 

Mike Newton: So, you and Cullen... I don't like it. He looks at you like you're something to eat.

 

 

 

publicado por RJ às 18:04
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Diana a 3 de Julho de 2009 às 20:07
Eu não vi o filme nem quero ver. Tou farta de vampiros!!
Já chateia! Ouvi dizer que o Johnny Depp e o Tim Burton tão a pensar fazer um filme sobre vampiros, que já está a ser pensado à algum tempo.. É pena desperdiçar-se o talento dele em mais um filme de vampiros, mas pronto..
De Telmixa a 3 de Julho de 2009 às 20:59
Bem, o que eu me ri a ler o teu texto...
Eu já avisei toda a gente: não quero que me ofereçam esses livros, não quero tocar-lhes e não se atrevam a passar esse filme comigo presente! Vampiros não brilham! Essa senhora escreveu uma anedota.
De Francisco Correia a 4 de Julho de 2009 às 21:11
Concordo contigo em todos os aspectos, na verdade até acho que viste Twilight no mesmo dia que eu.

É algo inacreditávelmente mal feito!

E que história é essa de vampiros vegetarianos, que jogam baseball para se divertirem e brilham no sol como se tivessem a usar um vestido de lantejolas?

A sério não percebo o lado bom que tanta gente vê neste filme.

Boa critica, vou linkar-te e estar atento ;)

http://umframeporsegundo.wordpress.com
De RJ a 5 de Julho de 2009 às 02:12
Obrigado Francisco!

E sim, este filme é mesmo de bradar aos céus... cada segundo do filme é rídiculo.
Curiosamente, o "brilho" também me lembrou um vestido de lantejoulas eheh... ou então alguém coberto de purpurinas. O que me ri quando a miúda diz que ele parece feito de diamantes e aquilo só me pareciam lantejoulas lol

Um abraço Francisco, também vou seguir atentamente o teu blog, que ainda não conhecia ;)
De Diana a 4 de Julho de 2009 às 22:49
oi. já agora e sem nada a ver com vampiros..
Por acaso não viste o filme de 2008 "Be kind Rewind"?
É com o Jack Black, mas realmente gostei do filme.
A História tá engraçada e acho que sendo sobre cinema tu irias gostar.
Tá mesmo muito giro e divertido!
Aconselho.
Bjinhos
De Fred Burle a 10 de Julho de 2009 às 01:29
Hahahaha, muito bom esse post! Tão divertido quanto poderia ser a sua cara de desespero ao assistir essa “aberração cinematográfica”. Se queres assistir a outro aborto do cinema, veja também o Transformers 2 (vi que você comentou a estreia, mas não seu comentário). Acho que sofri tanto quanto você. Rsrs

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os X-Men regressam ao fut...

. O "nada fantástico" Homem...

. I'll be back

. It's that time of the yea...

. Afinal o "Hugo" não é um ...

. E se não há palavras, há ...

. Não há palavras que o des...

. Drivers

. O Natal chegou mais cedo

. Neon-Noir

.Filme da Semana

Uploaded with ImageShack.us

.arquivos

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds